Thursday, July 31, 2008

Bruce Lee do sertão: Professor cria arte marcial em Eusébio/CE

Nem Jiu-Jitsu, nem Capoeira, a nova arte marcial brasileira genuinamente cearense acaba de surgir em plena Região Metropolitana de Fortaleza. No município do Eusébio o professor de Kung Fu, Daniel Estevão e seus alunos fizeram uma vasta pesquisa da cultura indígena e descobriram a arte milenar de defesa e combate dos primeiros habitantes do Brasil, daí surgiu a AMINJIN-KIM, que significa estado de amar, ou modo certo de viver, na língua Macro-Jê, povo que viveu no sul do Ceará.
O trabalho será apresentado pelo município do Eusébio, como contribuição da Coordenadoria de Cultura do Município para a conquista do Selo Unicef, neste mês de agosto. De acordo com o prefeito Acilon Gonçalves (PSB) cada secretaria tem que apresentar um trabalho para a comissão que analisa se o município é merecedor de receber o selo. O Unicef indicou que os projetos na área de cultura devam ter como base a cultura indígena ou quilombola. No Eusébio deverá ser feito o lançamento da nova arte marcial em um evento realizado pelo Núcleo de Artes, Educação e Cultura (Naec) do município, neste mês de agosto..
De acordo com Daniel Estevão, após uma verdadeira peregrinação pelo Brasil realizando a pesquisa, encontrou algumas lutas milenares praticadas pelos indígenas como o Huka-Huka ou Iuteki, dos índios Xavantes, onde os oponentes lutam ajoelhados (parecido com o sumô). O Txondaro, dos índios Guaranis, que dá ênfase ao equilíbrio, ao desvio, não se contrapor ao adversário, princípios bem parecidos com as utilizadas pelas artes marciais do oriente. Segundo Daniel, os praticantes do Txondaro conseguem pegar flexas em pleno vôo. Outra luta pesquisada por ele foi o Idajazó, praticada em pé, que utiliza o agarramento, pancada de braços, punho espalmado, ombro e palma aberta nos golpes, bem parecido com o boxe. “Com base nessas lutas, idealizados uma nova prática universalizando a cultura indígena”, disse,
Ele catalogou também as dez armas principais utilizadas pelos índios, tais como a aboladeira, a zarabatana, chiuso, lanças, zagaias, o arpão, o tacape e o cavalo, que é utilizado como arma pelos índios Guaiacuru, “nosso catálogo é grande. Estamos recriando um Brasil que a maioria dos brasileiros não conhece, criando uma arte baseada na cultura dos primeiros habitantes dessas terras. Catalogamos 1.500 golpes e movimentos e os batizamos com nomes em tupi guarani e macro-jê”, revelou.
Com relação à nova arte marcial, Daniel observa que trabalha quatro princípios. O primeiro é o ANTA-PÉ, que significa agilidade e esperteza, que trabalha o corpo, o adaptando para aprender as técnicas. O segundo é o TUPAMA, que significa golpe, onde os iniciados aprendem os golpes traumáticos. O terceiro é o VA-VA, que quer dizer balançar, cambalear, onde o aprendiz conhece as técnicas de queda, projeções (parecidos com os utilizados em Jiu-Jitsu) e o quarto o BAMBAÉ, ou aquilo que é torcido, onde são repassadas as técnicas de torção e quebradura.
Ele afirma que a nova luta tem uma base espiritual, que é muito forte na cultura indígena e a base de complemento, que explica os acessórios. O “Kimono” também tem como base vestimentas utilizadas pelos indígenas Caxinauá (Huni-Kuin, Kaxinawá), que trabalham com algodão e a faixa dos índios Guaranis. “Dessa forma temos a união de várias tribos, cada uma dando sua contribuição nesse trabalho”, afirmou.
CONTATOS PARA ENTREVISTAS – PROFESSOR DANIEL ESTEVÃO – 8786 0401
Marcelo Raulino – 99058110

Tuesday, July 29, 2008

Casar cedo tudo bem, mas essa foi exagero!

Esta é a incrível história de um menino de 8 anos, Reece Fleming, doente de leucemia que quis realizar um último desejo depois que os médicos disseram a seus pais que ele tinha pouco tempo de vida. Ele disse que queria "casar-se" com Elleanor Purgslove, a sua grande amiguinha de escola da mesma idade.


O garoto que vivia em Derby, Inglaterra, foi diagnosticado com leucemia quando tinha 4 anos e em meados do mês de maio passado os médicos disseram a seus pais que Reece tinha poucas semanas de vida.

- "Quando soubemos, tentamos fazer tudo aquilo que ele queria, nos esforçamos para realizar todos os seus desejos antes de nos deixar", sustentou sua mãe. E entre os desejos do garoto estava o de recuperar a grande amizade de Elleanor Purgslove, sua grande amiga de escola da qual tinha se distanciado há alguns meses em função da doença.

Por isso, Reece pediu "sua mão" e ela aceitou. Os pais de ambos organizaram uma festa com aliança, altar, registro e passeio de limusine, obviamente num casamento sem nenhum valor legal, mas com um significado mais que emotivo.

- "Agora posso morrer feliz", disse Reece ao final do dia. No dia seguinte sua mãe encontrou o corpo gélido na cama, na face uma expressão de serenidade e paz.

Alimentos: os 10 melhores

Confira a lista dos alimentos para os quais damos pouca atenção, mas
deveriam freqüentar o nosso prato mais vezes.

1- Sardinha: é rica em proteínas e possui minerais essenciais, como
magnésio, ferro e selênio, que têm ação anticancerígena. Esse tipo de
peixe também ajuda o organismo a liberar o mercúrio e tem altas
concentrações de omega 3, um tipo de gordura "boa", essencial para o
funcionamento do cérebro, do coração e para a redução da pressão arterial.
As sardinhas são chamadas de "comida saudável em lata" por Bowden, que
aconselha que sejam compradas as preservadas no próprio óleo ou em azeite,
quando não puderem ser consumidas frescas.

2- Repolho: as folhas do vegetal contêm grandes concentrações de
substâncias antioxidantes e anticancerígenas chamadas de indoles e
sulforafanos. Uma pesquisa da Universidade de Stanford, nos EUA, apontou
que o sulforafano é a substância química encontrada em plantas que mais
eleva o nível de enzimas anticancerígenas no organismo.

3- Folha de beterraba: geralmente jogada fora, é rica em vitaminas,
minerais e antioxidantes. Contém carotenóides, pigmento natural dos
vegetais que ajuda a proteger os olhos contra o envelhecimento. Bowden
também afirma que a beterraba em si também é um dos alimentos mais ricos
que existem. As folhas podem ser comidas cruas na salada ou refogadas,
como espinafre.

4- Açaí: em suco ou misturado à comida, como é feito no norte do país, o
açaí é uma das frutas com maior concentração de antioxidantes. Também é
rica em gorduras monoinsaturadas e poliinsaturadas, que são benéficas e
auxiliam na redução do colesterol ruim e na prevenção de doenças
cardíacas. Para Bowden, os brasileiros que não consomem a fruta
freqüentemente desperdiçam a benção que a natureza lhes proporcionou.

5- Goiaba: rica em fibras, minerais e vitaminas. Também possui grandes
quantidades de licopeno, o mais antioxidante entre todos os carotenóides.
O licopeno auxilia na prevenção do câncer de próstata e reduz os riscos de
surgimento de catarata e doenças cardiovasculares.

6- Cereja fresca: tem altas concentrações de antocianina, um
antiinflamató rio natural. Deve ser comida ao natural ou misturada com
iogurte ou vitaminas.

7- Chocolate meio-amargo: rico em flavanóides, que diminuem a pressão
sangüínea e promovem o bom funcionamento do sistema circulatório, tem
altas concentrações de magnésio, um mineral importante para mais de 300
processos biológicos do organismo.

8- Frutas oleaginosas: são as castanhas, as nozes e as amêndoas. Bowden
afirma que todas trazem inúmeros benefícios, apesar do elevado teor
calórico. Possuem muitos minerais, proteínas e altos níveis de Omega 3 e
Omega 9.

9- Canela: ajuda a controlar o nível de açúcar e de colesterol no sangue,
o que previne o risco de doenças cardíacas. Para usufruir dos benefícios
da especiaria, basta polvilhar um pouco de canela em pó no café ou no
cereal matinal.

10- Semente de abóbora: é uma grande fonte de magnésio. Esse mineral é tão
importante, explica Bowden, que estudiosos franceses concluíram que homens
com altas taxas de magnésio no sangue têm 40% menos chances de sofrer uma
morte prematura do que aqueles com baixos índices. Para consumi-las,
toste-as no forno e coma-as por inteiro, inclusive com a casca, que é rica
em fibras

Dr. Alexandre Barros no Programa Repórter Saúde


A participação do nutricionista Alexandre Barros no Programa Repórter Saúde, ocorrida dia 26/07, pode ser considerada uma das melhores entrevistas já realizadas no programa. Nela, o profissional esclareceu dúvidas e respondeu perguntas, inclusive de um ouvinte direto da cidade do Rio de Janeiro. Uma nova participação já esta sendo agendada pela direção do programa. Contatos para atendimento com o nutricionista podem ser feitos pelo telefone 3611 1712. Acima a foto do jovem e competente nutricionista nos estúdios da rádio Regional AM 1320 kHz, num momento de descontração.

Friday, July 25, 2008

Repórter Saúde entrevista

O entrevista do Programa Repórter Saúde neste sábado será o nutricionista Dr. Alexandre Barros.
Acompanhe esta interessante intrevista pela ondas da Rádio Regional AM 1320 kHz, amanhã, 26, a partir de 11h.
O tema será nutrição e saúde, buscando esclarer as principais dúvidas sobre o tema. Acompanhe o programa e participe pelo fone (88) 3611 7878.

Tuesday, July 22, 2008

ONU criará conselho inter-religioso


Madri, 21/07/2008 – Os participantes da Conferência Internacional para o Diálogo, que terminou sexta-feira em Madri, propuseram à Organização das Nações Unidas a criação de um conselho inter-religioso. O encontro, que contou com 250 participantes representando todas as religiões, foi aberto na segunda-feira passada pelos reis Abdal, da Arábia Saudita, e Juan Carlos, da Espanha. “O diálogo social não deve ser apenas inter-religioso, mas também intra-religioso para conseguir uma convivência pacífica no mundo”, disse em sua intervenção Federico Mayor Zaragoza, presidente da Fundação para uma Cultura de Paz e da agência internacional de notícias IPS (Inter Press Service).

Para trabalhar na busca da paz e da concórdia internacional, acordou-se formar um grupo de trabalho e impulsionar a cooperação entre as instituições religiosas, culturais, educacionais e de informação para “enfrentar a libertinagem, a decadência e a desintegração da família, e os diferentes vícios”. Também se acordou organizar encontros e congressos, pesquisas e programas informativos “para promover uma cultura de diálogo, entendimento e convivência pacífica” e introduzir o diálogo entre os seguidores de todas as religiões.

Além disso, se decidiu “convidar a Assembléia Geral das Nações Unidas a apoiar as conclusões desta conferência e aproveitá-las para impulsionar o diálogo entre os seguidores de todas as religiões, civilizações e culturas, organizando uma sessão especial para o diálogo”. Em sua intervenção, Zaragoza destacou que se cometeu um tremendo erro “ao mudar os valores da humanidade pelas leis do mercado”, e para enfrentar o problema criado é preciso viver compartilhando inclusive o conhecimento dos demais, acrescentou.

“Se aceitamos a igual dignidade para todos os seres humanos, se aceitamos o outro como igual, seja qual for seu sexo, raça ou ideologia, ficam resolvidos os problemas com os quais nos deparamos”, afirmou Zaragoza. “Para alcançar estes objetivos falta vontade política e o compromisso dos meios de comunicação, pois compreensão, conhecimento mútuo, conciliação e reconciliação são o mesmo caminho”, concluiu. A conferência foi organizada pela Liga do Mundo Islâmico, organização com sede na cidade saudita de Meca e que representa os povos das nações muçulmanas e as minorias dessa fé em outros países, com mais de 40 delegações em cinco continentes.

O diretor-adjunto da Associação Budista da China, Xue Cheng, disse que “todas as crenças têm um valor comum, que é a vida em harmonia com o outro”, baseando-se nisso, deve-se enfrentar com uma ética comum global os grandes problemas da atualidade, como as guerras, a superpopulação e a degradação ambiental. O rabino Cláudio Epelman, diretor do Congresso Judeu Latino-americano, afirmou que Deus criou os peixes, as aves, as plantas, mas criou um único ser humano.

Um árabe-cristão, o sacerdote Econo Nabbel Haddad, diretor-executivo do Centro Jordaniano de Pesquisas sobre Convivência Inter-religiosa, propôs que se propague uma cultura religiosa baseada na tolerância, para o quão há apenas um caminho, “Conhecer o próximo” através da cultura e do intercâmbio cultural. Haddad destacou que “os meios de comunicação desempenham um papel crucial, reforçando a comunicação com o próximo”.

A necessidade do diálogo global foi fundamentada por Nichiko Niwano, presidente da Comissão Japonesa no Conselho Internacional de Religião e Paz, ao destacar que “os povos viajem em um único veiculo, a Terra”. Esse veículo sofre problemas globais como os conflitos armados ou a mudança climática, que não podem ser enfrentados apenas por um país, por isso é imperativo um diálogo inter-religioso, afirmou. Todas as religiões são a mesma coisa expressa de diferentes maneiras, ressaltou Niwano.

O legislador José de Venecia, ex-presidente da Câmara de Representantes das Filinas, fez suas as palavras do teólogo e sacerdote católico Hans Küng: “Não haverá paz entre as nações sem paz entre as religiões, e não haverá paz entre as religiões sem padrões éticos comuns”. Para Venecia a etica global “não substitui nenhuma crença”, muitos conflitos que se apresentam como religiosos na realidade são “políticos e sectarios”, como os que há em seu país, na ilha de Mindanao, e na Tailândia, Paquistão, Nigéria, Sri Lanka, Caxemira, Líbano, Sudão, Etiópia e Somália. Venecia foi quempropos a criação de um conselho inter-religioso dentro da ONU, iniciativa para a qual pediu o apoio dos reis Abdala e Juan Carlos.

Redwan Naef Al-Sayyed, presidente do Instituto Internacional de Estudos Islâmicos propôs “um documento de fundação para a criação de uma secretaria que assente as bases de uma instituição que seja um fator positivo na busca de denominadores comuns e de uma nova consciência global”, sugestão que foi aceita. No contexto da conferência, amplamente dominada pelos homens, foi realizada uma mesa-redonda sobre a situação das mulheres nas religiões, presidida pela teóloga espanhola Margarita Pinto.

Um de seus participantes, o também teólogo espanhol Juan José Tamayo, disse à IPS que as mulheres devem recuperar o protagonismo que, “sem dúvida alguma”, tiveram nas origens de todas as religiões. Apesar deste marco histórico, “elas são as grandes marginalizadas e esquecidas de todas as religiões, pois estas estão organizadas de forma patriarcal e hierárquica, excluindo-as do saber e do fazer religioso”, admitiu Tamayo.

Monday, July 21, 2008

Enxaqueca ou dor de cabeça? Parte I

A enxaqueca realmente compromete a qualidade de vida dos pacientes , afirma a neurologista Sandra Mathias, do Hospital Bandeirantes, em São Paulo. Nos Estados Unidos, onde se estudam vários índices de produtividade, chegou-se à conclusão de que ela é um dos principais fatores na queda de produtividade por falta ao trabalho.
Enxaqueca é hereditária? Ela é uma dor de cabeça mais forte?
A história familiar favorece o surgimento do problema. Mas só ela não justifica um caso de enxaqueca. Enxaqueca é um dos tipos de dor de cabeça, e não uma variação na intensidade do mal.

Há cura para enxaqueca?
Não. A enxaqueca é uma doença crônica, que exige o afastamento dos fatores desencadeantes, além do consumo de medicamentos. Mas o tratamento é bastante eficaz na prevenção das crises. Além de medicações, são indicados exercícios físicos e atenção à estrutura emocional.

Qual o efeito dos exercícios no controle da doença?
Exercícios físicos estimulam a circulação e a oxigenação sanguínea, propiciando um estado aeróbico no organismo. Isso confirma a teoria da enxaqueca de que as crises possam ser causadas por uma redução de oxigênio cerebral. Além disso, atividade física libera endorfinas, substâncias reconhecidamente benéficas e que têm ação no alívio da dor.

E o que a estrutura emocional tem a ver?
A estrutura emocional é a base para o tipo de dor de cabeça mais comum: a cefaléia tensional, geralmente descrita como se houvesse um peso sobre a cabeça. Geralmente, ela aparece mais no final do dia. O estresse emocional e físico é, reconhecidamente, um dos causadores de inúmeras doenças e sintomas, além das cefaléias.

Friday, July 4, 2008

Círculo elétrico


Perfeitamente localizados a ambos lados do equador, a Terra dispõe de oito circuitos fechados de corrente elétrica que permitem a troca de carga entre a atmosfera e a superfície através de fluxos verticais.
Em condições de bom tempo, os cientistas observaram um fluxo de carga positivo que se move desde a atmosfera para a Terra por causa da carga negativa de nosso planeta. Depois de anos de observação do comportamento das tormentas e as variações na ionosfera, a hipótese preferida hoje pelos cientistas é que este fluxo descendente de corrente positiva é contrária aos elétrons que são tranferidos à Terra durante as tormentas.
Mesmo assim, ainda falta uma explicação plausível com relação a forma em que as variações na ionosfera afetam à formação de tormentas.

Tuesday, July 1, 2008

Anvisa proíbe Danone de veicular propagandas de iogurte

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou hoje (27) a suspensão das propagandas do iogurte Activia, da Danone, em todo território nacional.

De acordo com a Resolução n.º 2.125, publicada no Diário Oficial da União, a agência considera que a empresa tem sugerido, por meio das afirmações veiculadas, a ingestão do produto como tratamento para o funcionamento intestinal irregular (constipação intestinal).

O texto trata a atitude como uma “medida de interesse sanitário”.


Fonte: Agência Brasil